sábado, 29 de dezembro de 2012

Diálogos

"Cara, eu sinto saudade de tocar o coração de Deus. De me prostrar e encontrar no meu quebrantamento, aquele Pai de amor, que me falava as coisas. Saudade de sentar e ouvir, de cantar e ver a liberdade. De ter a sensação de estar dançando em meio a guerra. De correr e ouvir os shofares de guerra tocando. Saudade de transbordar o amor. De adorar e simplesmente, adorar. De estar como criança aos pés DELE. De toda a simplicidade de um bom momento com Deus. Daquela coisa, de saber que está no caminho certo por se buscar somente a sua presença, e ver ali motivos suficientes para sorrir. Sem se importar com mais nada. Saudade de ver homens e mulheres, jogados no chão aos pés da cruz, como se não houvesse amanhã, como se aquele momento com Deus fosse o primeiro e o último. É algo indescritível."

2.

"Quando nossos joelhos se dobram, nossos olhos se fecham, nossos ouvidos escutam a brisa do silêncio que sai dos teus lábios, podemos ter a certeza, que mesmo com a sensação de distância, estás aqui, bem perto. Tão perto quanto a esperança de ver nascer novamente o sol, de ver crescer novamente a videira, na beira do Rio, dando bons frutos. De ver ver o amor transbordar tanto ao ponto de o silêncio transformar todas as situações ao redor. De perceber que o olhar, pode criar uma atmosfera incrível. De ver na fé, o amor. Na esperança o sonho, e no decorrer dos dias, a realidade!"

Um comentário:

Camisetas Evangélicas - The Pescador disse...

Mano que que é isso =)acho que tenho essa saudade também, luto pra matar saudade todo dia. E luto pra ter esse intensidade na vida com Deus, não somente eu mas também meus amigos. Continuamos na luta Deus está de olho em nós e nos ama.